Conheça 4 passos que ajudam você a fazer melhores escolhas de Carreira


Um plano de carreira é uma estratégia fundamental para que você consiga ter clareza e visão de futuro, reavaliar o caminho que está seguindo, ampliar suas perspectivas, se desenvolver profissionalmente, estar preparado para as mudanças, que no mundo de hoje são muito rápidas, definir suas metas e construir a carreira que você almeja.


As pessoas têm resistência natural ao desenvolvimento de um planejamento de carreira, até porque muitos nunca foram estimulados a isso. Começam suas atividades profissionais e vão sendo levados de acordo com as circunstâncias. Não estão no trabalho que querem, não gostam do que fazem, mas acham que fazer um plano de carreira gera um esforço e um desgaste enormes, então preferem “ir levando”. As crenças limitantes e a falta de proatividade também faz as pessoas estacionarem e ficarem infelizes em suas carreiras.


O que acontece é que vão pensar nas carreiras somente nos momentos de crise pessoal ou do mercado, sendo na maioria das vezes, reativas. O mercado está exigindo cada vez mais o protagonismo dos profissionais. Cada um deve ser responsável pelo planejamento e desenvolvimento da sua carreira. Ou seja, você deve ser proativo e tem que investir em você!


Ser protagonista em relação a sua carreira “é assumir a iniciativa de pensar o desenvolvimento a partir de nós mesmos, ou seja, um movimento de dentro para fora, respeitando o que somos e o que acreditamos. Dessa forma conseguimos distinguir o que é uma oportunidade de crescimento pessoal e profissional de uma armadilha que se apresenta como algo muito atraente, mas que não está alinhada ao que queremos.” (Gestão de Careiras: a pessoa, a organização e as oportunidades, Joel Souza Dutra).


Não é fácil mesmo, até porque nunca vamos ter certeza de tudo o que pode acontecer no caminho, podem acontecer fatos inesperados e esse ano de 2020 é um grande exemplo disso. Quem esperava por essa pandemia e o tanto de desafios que trouxe para as pessoas em suas carreiras? Estamos em um período de longas reflexões e não deixa de ser uma oportunidade de repensar e fazer o planejamento da sua carreira.


Mas como começar?


Faça um Diagnóstico de Carreira


Comece por um Diagnóstico de Carreira. Nesse momento você avalia quais são seus desafios de carreira no momento, como está seu trabalho hoje, os indicadores de carreira que medem seu grau de satisfação e insatisfação. Reflita sobre seus desejos, o que de fato quer conquistar na carreira e se o que está fazendo hoje é o suficiente para alcançar seu objetivo. Essas são somente algumas perguntas que você pode responder para entender seu momento atual de carreira:

Gosto do que faço no meu trabalho hoje?

Estou frustrado com o meu trabalho?

Consigo ver congruência entre os meus valores e o meu trabalho?

Vejo possibilidade de crescimento na empresa que estou?

Quero continuar trabalhando no formato atual?

Estou no meu emprego só por conta do salário?

Estou decepcionado com a minha carreira?

Me sinto realizado com meu trabalho?

Consigo equilibrar todas as áreas da vida com o trabalho que tenho hoje?

Me sinto cansado, desmotivado e desvalorizado?

Será que é momento de pensar em um plano B?

Será que devo mudar de carreira?


Busque Autoconhecimento

É importante que você seja sincero consigo mesmo ao responder esses questionamentos, pode ser que traga alguma dor, mas é importante você trazer para a consciência o que te incomoda. Depois do diagnóstico, o Autoconhecimento com certeza ajudará você a fazer melhores escolhas em relação a sua carreira. Entender quem você é, seus motivadores pessoais e profissionais, identificar seus comportamentos e emoções, conhecer seus medos, seus pontos fortes e de melhoria facilita muito a execução de um plano de carreira.  Na verdade, o autoconhecimento ajuda você a fazer melhores escolhas em sua vida como um todo. Responder essas perguntas é fundamental para dar o passo seguinte.

O que me motiva profissionalmente?

Qual a minha preferência profissional?

Quais são meus pontos fortes?

Quais habilidades preciso melhorar?

Que pontos fracos podem me atrapalhar?

Em que tipo de ambiente quero trabalhar?

Como sou reconhecido?

Como me imagino no futuro?

Aonde quero chegar profissionalmente?

O que me faz feliz?

Qual o meu propósito de vida?

Quais comportamentos preciso mudar?

Existem ferramentas, testes e técnicas que podem ajudar você nessa jornada. Se fizer sentido para você, leia como funciona o Mapeamento Comportamental no link: https://deboracardosocoach.com.br/jornada-do-auto-conhecimento/.


Trace Objetivos e Metas

Você já tem clareza do seu momento atual e já passou por um processo de autoconhecimento, agora sim, pode pensar em Metas e Objetivos de Carreira. Identifique nesse momento o que realmente deseja para sua carreira, quais são seus objetivos a curto, médio e longo prazo. Pense o porquê valerá a pena estabelecer metas para alcançar seu objetivo, por quais razões isso é importante para você.

Identifique a distância que o separa dos seus objetivos, mapeie tudo o que precisa fazer para chegar até ele. Seja realista quanto a prazos, mas se desafie, afinal é o alcance do seu objetivo que está em jogo. Você trouxe o que precisa para a consciência, mas de nada vai adiantar se não tomar as atitudes certas. Pode ser que você precise desenvolver algumas competências para alcançar o que deseja. A vida pede movimento e ficar esperando as coisas acontecerem não é a melhor estratégia.

Se a fluência na língua inglesa por exemplo, é uma qualificação super importante para alcançar a posição que deseja, seu estudo deve estar no seu Plano de Desenvolvimento muito bem definido. Pode ser que você queira trocar de profissão e para isso terá que estudar, buscar uma nova formação. Ou talvez seu desejo seja desenvolver suas habilidades de liderança pois seu objetivo é se tornar um grande líder na empresa que você já trabalha. Ou você decidiu que quer empreender e precisa se preparar para fazer essa transição de carreira de forma mais equilibrada. Tudo isso deve estar no seu Plano de Desenvolvimento.


Faça um Plano de Desenvolvimento

Existem algumas ferramentas interessantes para desenhar um Plano de Desenvolvimento. Utilizo bastante em meus programas a 5W2H. Nela você insere todas as ações necessárias, os prazos, benefícios, custos e ainda nos programas de Orientação de Carreira e Coach, temos dois pontos fundamentais para pensarmos: os elementos limitantes, o que pode dificultar essa tomada de ação e os recursos que você tem, tanto materiais quanto emocionais, que podem te ajudar.


É super importante que você saiba que o Plano de Carreira não pode ficar somente no campo das ideias. Existe uma razão cientifica para que você coloque suas metas no papel, para que você tire da mente e escreva. Em 2015, foi feita uma pesquisa pela Dra. Gail Matthews, psicóloga clínica da Universidade Dominicana da California,  para investigar o que podia fazer as pessoas terem resultados reais a partir da definição de metas e a conclusão que se chegou foi que as pessoas que escreviam e compartilhavam suas metas, aumentaram em 76% o alcance e a execução dessas metas. Então, dedique um tempo a todas essas atividades que comentamos aqui.


Segue um exemplo para te ajudar na visualização de um Plano de Desenvolvimento utilizado o primeiro exemplo, fluência da língua inglesa:

Aproveite esse fim de ano para repensar e fazer seu Plano de Carreira. Tenho certeza de que isso vai te levar de encontro aos seus objetivos profissionais e como somos um ser integral, seus objetivos pessoais também acabam sendo atendidos.

SEJA PROTAGONISTA DA SUA CARREIRA!

Espero que essa leitura tenha te ajudado, mas se precisar de um acompanhamento para repensar sua Carreira, será um prazer fazer essa jornada com você.

Compartilhe esse post

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Conteúdo relacionado